O que é Yôga?

Yôga muda tudo!
Imagem: Reprodução – Yôga é para todas e todos.

Yôga significa perceber que você já é a fonte da felicidade que tanto busca.

Por isso, para ajudar a perceber essa plenitude que existe em você, o Yôga nasceu e deu luz às técnicas que ajudam no desenvolvimento dos seres humanos no sentido de perceberem esta verdade.

Nesse sentido, nos Vedas (as escrituras que expõem a filosofia – em Sânscrito) encontramos um conhecimento Milenar proveniente da Índia que é a fonte de grande parte das metodologias de desenvolvimento psíquico, espiritual e emocional de hoje.

Características do Yôga

Você conhece imagens de posturas bonitas do Yôga, não é?

Então, você conhece o que está por traz de tudo isso? Quantas técnicas de aprimoramento?

  • Temos pránáyámas, ou técnicas respiratórios que visam a expansão da bioenergia.
  • Temos ásanas, que preparam o corpo para o bem estar, para se sentir bem na própria pele.
  • Temos meditações, que podem ser feitas a partir das técnicas acima descritas, é o foco completo no momento presente a partir de um ponto de atenção.
  • Temos mantras e kirtans, além da própria música indiana, que trabalha com o foco total a partir da vocalização ou do som.
  • Temos a “teoria” vedântica, que ajuda o praticante a focalizar mentalmente e assimilar os valores do autoconhecimento, a Visão de mundo do Yôga, de que existe uma ordem maior em tudo o que é.
  • E ainda temos técnicas profundas de relaxamento, mentalização, mudrás ou gestos com as mãos, kriyás ou técnicas de purificação.

Tudo isso está registrado nos Vedas

Basicamente os Vedas são as quatro escrituras básicas que compõem diversos temas (são eles Rg, Yajur, Sama e Atharva-Vedas), os Puranas, os épicos – o Mahabharata (do qual o Bhagavad-gita é a seção mais importante), o Ramayana, os Upanishads, os Sutras (mais famosos sendo o Vedanta Sutra e oYoga Sutra), as ciências auxiliares (ayurveda, astrologia, etc.) e os comentários ou livros escritos pelos grandes mestres baseado nesses textos.

Enfim, todo esse conjunto de conhecimento traz informações sobre a vida de Yôga.

Em suma, o Yôga traz uma visão de mundo não dual, a medicina, a astrologia, e muito mais.

Um dos textos importantes para os yoguins é a Bhagavad-gita, no qual se descrevem as diferentes etapas do caminho do Yôga (karmajnana e bhakti).

Então, de todas as práticas de Yôga, Krisna explica que a essência de todo o conhecimento védico é a pura consciência. Krishna diz, “Através de todos os Vedas, é a Mim que se deve conhecer. Na verdade, sou o compilador do Vedanta e aquele que conhece os Vedas.”

A magia do Yôga está nos Vedas

Os Vedas são tratados. Neles, a tradição védica, conhecida como sanatana dharma, ensina sobre uma visão de mundo. Uma visão do dharma eterno (que se identifica com o Hinduísmo). Cada ser vivo é conectado com o todo e possui uma missão (um dharma!).

Por isso, os Vedas estão divididos em duas grandes partes:

  • karma kanda e o jñana kanda. A primeira parte, karma kanda, lida com a acção (karma) prescrita para os diferentes objetivos humanos (purushartha) e a ética. Esta é a parte mais extensa.
  • A segunda parte dos Vedasjñana kánda, é a menor e versa sobre jñanam, o auto-conhecimento. É na parte final dos Vedas que encontramos as primeiras Upanishads. E é a esta parte dos Vedas que o yogí mais se dedica.

Então….Imagine praticar um pouco disso tudo por anos, e perceber que ainda temos o que evoluir e desenvolver.

Yôga não é só para um dia

Afinal, estar atentx à meta do Yôga, que é a plenitude, é uma tarefa que perpassa a vida do Yogue.

Enfim, esteja com você e descubra a ética do Yôga, que auxilia da pureza e no desenvolvimento do diamante bruto da personalidade.

E até o próximo post, people.

Caroline Witczak

*Arise, Awake! And stop not until the goal is reached*
Swami Vivekananda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *